Galeria

Fantasmas devastaram a Amazônia – parte II

Uma Comissão Interministerial sobrevoou hoje a Amazônia em busca das causas da nova onda de desmatamento. Participaram do vôo os ministros: Marina Silva (Meio Ambiente), Tarso Genro (da Justiça), Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário) e Enzo Martins (interino da Defesa), e claro, o governador mato-grossense Blairo Maggi. A visita aconteceu no município de Marcelândia, no norte de Mato Grosso. Eles foram verificar se focos de desmatamento encontrados pelo sistema do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) seriam realmente novas derrubadas. Maggi é o representante de políticos e empresários do agronegócio que negam o alerta sobre o retorno do desmatamento. Para eles, não há uma relação direta entre o aumento das commodities agrícolas e a abertura de novas áreas de floresta. Talvez eles estejam certos. Desta vez, o boi e a soja podem não ser os culpados diretos. Muitos acreditam que os novos vetores do desmatamento são a cana-de-açúcar e carvão vegetal usado nas siderúrgicas. Enquanto o Ministério do Meio Ambiente não encontra os novos vilões da destruição da Amazônia, Maggi segue com seu protesto. Hoje, ele interrompeu a fala da ministra no aeroporto de Sinop antes de embarcarem no vôo caça-desmatamento. ?Os dados de abril a setembro não estão corretos”, disse o governador em um momento de quebra total de protocolo. “Preciso falar agora, senão, vou ficar com o chapéu na mão”. Maggi só não soube explicar de onde veio a nuvem de fumaça que encobriu o seu Estado durante o período de julho a setembro. Será outra ilusão criada pelos fantasmas que andam derrubando a floresta??

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s