Galeria

Obras polêmicas saem da gaveta

Foram quase duas décadas de espera. Esta semana o grupo Votorantim conseguiu um parecer favorável para a construção da Usina Hidrelétrica de Tijuco Alto, em Iguape, São Paulo (foto). O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) atestou que os impactos positivos do empreendimento superam os negativos. Foram feitas apenas duas ressalvas ao projeto. A primeira condiciona a inundação de duas grutas a uma análise do Instituto Chico Mendes. A segunda exige a outorga (cobrança) da água que será usada para a geração de energia.
Quando a obra foi anunciada na década de 90, o projeto foi duramente criticado pela comunidade quilombola do Vale do Ribeira e por ambientalistas. O foco da polêmica era a baixa qualidade dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA/Rima). Eles não faziam referências à provável contaminação da água do rio Ribeira por metais pesados

A usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, também está mais próxima de ser construída. Os estudos sobre a viabilidade ambiental da hidrelétrica devem ser entregues ao Ibama nos próximos meses. A obra vai inundar uma grande área no município de Altamira, no Pará. A usina será o terceiro maior complexo hidrelétrico do mundo e vai gerar 5 mil MW de energia, metade da potência de Itaipu.
Batizada nos anos 80 como projeto Cararaô, a hidrelétrica deve inundar terras indígenas e provocar alterações ambientais no rio Xingu. Quando o projeto foi anunciado, há vinte anos, houve uma grande revolta nas comunidades locais. Uma índia Kayapó colocou um facão no pescoço do então diretor e atual presidente da Eletronorte, Antônio Muniz Lopes, durante uma das audiências públicas sobre o projeto. Os índios acreditam que a hidrelétrica vai reduzir o número de peixes do rio Xingu, a base da alimentação nas aldeias da região.

As hidrelétricas estão entre as prioridades do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. A polêmica sobre as duas obras vai ser o foco dos embates entre governo e ambientalistas nos próximos meses. Será que o governo está certo em investir nesses projetos?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s