Galeria

Como rastrear os bois?

Controlar a pecuária na Amazônia virou um dos grandes desafios do país. A atividade é considerada pelo ministério do meio ambiente e institutos de pesquisas como um grande vetor do desmatamento na floresta. Hoje, 78% das áreas abertas na Amazônia foram convertidas em pastagens. Uma solução para reverter esse problema é criar mecanismos para rastrear os bois produzidos na região. Se isso for feito com eficiência, vai ser possível descobrir quem são os pecuaristas que fazem derrubadas ilegais para aumentar a produção de seu rebanho bovino. No início de agosto, a câmara técnica do Conselho Nacional de Meio ambiente (Conama) aprovou uma resolução que pode ser o começo de uma mudança radical no setor. A medida obriga os frigoríficos a entregarem a lista de seus fornecedores a cada trimestre para os órgãos ambientais competentes. Além dos nomes dos fazendeiros, os frigoríficos também vão ter que fornecer as coordenadas com a localização exata do imóvel do fornecedor, guia de transportes dos animais e cadastro rural da propriedade no Incra.

Com essas informações em mãos vai ficar bem mais fácil descobrir que está vendendo bois para os frigoríficos. E se essas pessoas cometem algum tipo de crime ambiental. A resolução vai ser votada em plenário no Conama no fim de setembro, e se for aprovada entra em vigor em janeiro de 2009.

O sistema que faz o rastreamento sanitário de cada gado brasileiro hoje é o Sisbov. Ele é obrigatório para carne exportada, mas é facultativo no mercado interno. Por isso, sua adesão não é maior. O diretor de compra de gado do frigorífico Margen, Antônio Veronesi, aponta algumas das dificuldades que diminuem a quantidade de bois rastreados pelo Sisbov. “O boi é grande, forte. Colocar um brinco nele é difícil e perigoso”. Ele diz ainda que, depois de colocado, o brinco se perde, enrosca em árvores e fica riscado e sujo de barro, dificultando que o pecuarista leia o número que identifica o boi no sistema. “Já vi produtor levando água e sabão para o curral para ler o número no brinco”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s